25.11.2018 | 08h07

‘Caciques’ incomodados com Bolsonaro

Uma das promessas de campanha que Jair Bolsonaro tem seguido à risca é de evitar o “presidencialismo de coalizão”. E enquanto isso é um trunfo para seus fiéis eleitores,  desagrada as lideranças partidárias no Congresso, especialmente os caciques do chamado Centrão, como mostra reportagem do Estadão deste domingo.

O problema em dialogar apenas com as frente parlamentares, como planeja Bolsonaro, é que elas não tem não têm unidade fora de seus temas específicos, nem podem fechar questão e orientar votos em projetos levados ao Plenário. Ou seja,  o governo Bolsonaro dependerá dos partidos do Centrão e da centro-direita para promover muitas das mudanças que planeja.


Mais conteúdo sobre:

Jair Bolsonarocentrão
VOLTAR PARA O ESTADÃO