17.04.2019 | 10h38

Buraco dos caminhoneiros é mais embaixo

Há um problema estrutural no mercado dos caminhoneiros autônomos que não será resolvido com linha de crédito, melhoria de rodovia ou postos de descanso para os profissionais, ainda que esses itens sejam bem-vindos. Trata-se do “desequilíbrio entre oferta e demanda que levou à queda dos fretes e à dificuldade de segmentos dos caminhoneiros de pagar seus custos profissionais e suas contas domésticas”, avalia Cláudio Frischtak, presidente da consultoria Inter.B, na Folha. Em função desse problema, donos de carga já começaram a “verticalizar suas frotas e procurar alternativas (ferrovias, cabotagem, hidrovias)”. Esse mercado, reforça, está encolhendo, o que obriga o governo a “reestruturar seus gastos”.


Mais conteúdo sobre:

caminhoneiros
VOLTAR PARA O ESTADÃO