05.07.2018 | 21h59

Brasil condenado por morte de Herzog

A Corte Interamericana de Direitos Humanos condenou o Brasil pelo assassinato do jornalista Vladimir Herzog. Segundo o Estadão, a decisão, tomada por unanimidade, determina que o País “deve “reiniciar com a devida diligência, a investigação e o processo penal cabíveis pelos fatos ocorridos em 25 de outubro de 1975”.

Herzog foi torturado e morto no Destacamento de Operações de Informações (DOI), do 2.º Exército (SP). A sentença ainda obriga a União a pagar US$ 180 mil à família Herzog e US$ 25 mil de custas processuais. O Itamaraty “encaminhará” ao órgão, no prazo de um ano, um relatório com as medidas que serão tomadas.


Mais conteúdo sobre:

Vladimir Herzog
VOLTAR PARA O ESTADÃO