20.04.2018 | 10h01

Bolsonaro seria insistir no erro

“O País já deveria ter aprendido, de uma vez por todas, quão desastroso pode ser entregar a Presidência a uma pessoa patentemente despreparada para o exercício do cargo”, argumenta o economista, doutor pela Universidade de Harvard e professor titular da PUC-Rio, Rogério Werneck.

Em seu artigo no Estadão, edição desta sexta-feira, 20, Werneck disserta sobre as apropriações de termos que possam “dourar” a imagem de partidos e pré-candidatos, como Jair Bolsonaro.


VOLTAR PARA O ESTADÃO