13.01.2019 | 08h42

Bolsonaro será presidente ou sindicalista?

Em sua coluna no Estadão, a editora do BR18 Vera Magalhães mostra sua preocupação sobre qual papel Jair Bolsonaro vai desempenhar nas discussões sobre a reforma da Previdência. Numa discussão que já traz uma quantidade enorme de dificuldades, Vera fala sobre o risco de Bolsonaro deixar de lado o papel de presidente e, em vez de apoiar uma proposta ampla que reformule finalmente o sistema previdenciário, acabe se comportando como o antigo “sindicalista” que brigava para garantir conquistas para os militares. Ou seja: acabe topando excluir os militares da reforma ao contrário do que deseja o ministro da Economia, Paulo Guedes.

“O levante organizado pelos militares, tão logo vislumbraram a possibilidade de serem incluídos na reforma da Previdência, será o primeiro e decisivo teste para Bolsonaro demonstrar, na prática, se fez mesmo sua conversão no altar do liberalismo ou se continua sendo aquilo que sempre foi: um ardoroso defensor das causas sindicais dos militares”, escreve Vera.


VOLTAR PARA O ESTADÃO