25.10.2018 | 12h48

Bolsonaro perto do chavismo?

Crítico da Venezuela e do chavismo, o candidato à Presidência Jair Bolsonaro (PSL) apresenta pontos em comum com os do ex-presidente venezuelano. A Folha elencou pontos de convergência entre Bolsonaro, Chávez e Maduro, entre eles, a manutenção de militares em áreas estratégicas do governo, o aumento de cadeiras no STF, o ataque à imprensa e o modo como evocam o patriotismo conta opositores, por exemplo.

Na política externa, porém, PT e chavistas convergem: concordam no apoio à ditaduras em Cuba e na Nicarágua e na defesa de um eixo esquerdista regional. Já o ex-capitão quer estreitar laços com os governos de direita e centro-direita no Chile, no Paraguai e na Argentina.


VOLTAR PARA O ESTADÃO