19.07.2019 | 17h37

Bolsonaro não viu nada de mais em decisão de Toffoli

Sempre se posicionando como um fiel combatente à corrupção, o presidente Jair Bolsonaro não viu problemas na decisão do ministro Dias Toffoli de suspender processos que utilizam dados cedidos pelo Coaf sem autorização judicial. “Pelo o que eu sei, pelo o que está na Lei, dados repassados, dependendo para quê, devem ter decisão judicial”, disse Bolsonaro em coletiva de imprensa após evento de uma igreja evangélica.

“O que é mais grave na legislação, os dados uma vez publicados contaminam o processo”, completou. A decisão do presidente do Supremo foi motivada por um pedido do senador Flávio Bolsonaro, filho do presidente e envolvido na investigação sobre movimentação financeira atípica de seu ex-assessor Fabrício Queiroz.


VOLTAR PARA O ESTADÃO