22.08.2018 | 20h24

Bolsonaro dependente de Haddad no 2º turno

Se o segundo turno da eleição fosse hoje, Jair Bolsonaro, líder nas pesquisas para a Presidência, só seria eleito se o seu adversário fosse o petista Fernando Haddad (38% X 29%), segundo levantamento divulgado pelo Datafolha nesta quarta-feira, 22.

Contra Geraldo Alckmin ou Marina, JB ficaria na saudade (45% X 33% e 38% a 33%, respectivamente). Com Ciro, Bolsonaro ficaria atrás, mas tecnicamente empatado, dentro da margem de erro, de dois pontos percentuais para cima e para baixo (38% a 35%). / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO