04.07.2018 | 11h23

Bolsonaro na linha da humildade

Jair Bolsonaro usa sua fala inicial no evento da CNI com presidenciáveis para exercitar seu atual discurso da humildade. Repete a cantilena de que não entende de economia, mas está disposto a aprender e delegar. Mitigou suas posições anteriores sobre meio ambiente, dizendo que está disposto a apoiar novas matrizes energéticas, mesmo dando ênfase à matriz hidrelétrica. “Ninguém quer o mal do meio ambiente”, afirmou.

Fazendo menção ao fato de o tema inicial ser “livre”, Bolsonaro misturou vários assuntos, muitas vezes sem conexão direta entre eles, como a ideologia, ao criticar aproximação de Dilma Rousseff com Cuba e Venezuela. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO