15.08.2019 | 09h35

Bolsonaro manda suspender radares móveis em rodovias

O presidente Jair Bolsonaro (PSL) determinou a suspensão do uso de radares móveis em rodovias federais. Em despacho publicado no Diário Oficial da União desta quinta-feira, 15, ele determinou que o Ministério da Infraestrutura reavalie a regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica de velocidade em vias públicas, especialmente com relação ao uso de equipamentos estáticos, móveis e portáteis. “A partir de segunda-feira não tem radar até que o Contran (Conselho Nacional de Trânsito, órgão do Ministério da Infraestrutura) decida”, disse o presidente nesta manhã.  O objetivo da medida, segundo o texto, é “evitar o desvirtuamento do caráter pedagógico e a utilização meramente arrecadatória dos instrumentos e equipamentos medidores de velocidade”.

Também no DOU de hoje, mas em outro despacho, o presidente determina que o Ministério da Justiça e Segurança Pública faça a revisão dos atos normativos internos que dispõem sobre a atividade de fiscalização eletrônica de velocidade em rodovias e estradas federais pela Polícia Rodoviária Federal e suspenda o uso de equipamentos medidores de velocidade até que o Ministério da Infraestrutura conclua a reavaliação da regulamentação dos procedimentos de fiscalização eletrônica. Bolsonaro já tinha manifestado sua intenção de acabar com os radares móveis no País. Na avaliação dele, os radares fazem parte da “indústria da multa”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO