01.01.2019 | 07h00

Bolsonaro: ‘Laranja, de mim, nunca foi’

Jair Bolsonaro usou entrevista que concedeu ao Jornal da Record, a última antes da posse, para falar sobre o caso de Fabrício Queiroz, ex-assessor de seu filho Flávio na Assembleia do Rio citado em relatório do Coaf como tendo movimentado R$ 1,2 milhão em sua conta bancária em um ano.

Afirmou que é o ex-assessor que tem de explicar os depósitos de outros funcionários do gabinete em sua conta “As outras cinco pessoas que transferiram (além dos familiares de Bolsonaro), que eu tive acesso ao relatório do Coaf, são pessoas que depositaram de R$ 300 a R$ 8 mil, durante um ano, não foi todo mês. E ele tem que explicar no tocante a isso aí. Agora, ele já falou claramente, sempre há aquela desconfiança, ‘ah, é caixa 2’, ‘é um laranja’. de mim, nunca foi?”, disse Bolsonaro. “Agora, se tiver algo mais, que eu desconheço, cabe essa explicação ao Fabrício Queiroz, não cabe a mim”, emendou.

 

 

VOLTAR PARA O ESTADÃO