12.03.2019 | 15h31

Bolsonaro: ‘É possível que tenha um mandante’

Vítima de uma tentativa de assassinato, o presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta terça, 12, que “é possível que a execução da ex-vereadora Marielle Franco tenha um mandante. “É possível que tenha um mandante. Eu conheci a Marielle depois que ela foi assassinada. Eu não conhecia ela, apesar de ser vereadora com meu filho no Rio de Janeiro. E eu também estou interessado em saber quem mandou me matar”, rebateu.

O agressor confesso do presidente, Adélio Bispo de Oliveira, está preso desde o dia do crime. Peritos indicados pela Justiça Federal atestaram, em laudo, que Adélio sofre de doença mental. O documento pode levá-lo a ser considerado inimputável perante a Justiça Criminal. Ele foi denunciado pelo Ministério Público Federal em Minas Gerais por atentado pessoal por inconformismo político, enquadrado na Lei de Segurança Nacional. A Justiça recebeu a ação.


VOLTAR PARA O ESTADÃO