09.08.2018 | 23h05

Bolsonaro e as armas

Jair Bolsonaro voltou mais “aceso” para o segundo bloco. Ele e Geraldo Alckmin foram contrapostos pela pergunta de um dos jornalistas do grupo Bandeirantes sobre segurança.

Alckmin evita criticar Bolsonaro. Este, por sua vez, critica a “equivocada” política de direitos humanos, defende a possibilidade de a população adquirir armas “para legítima defesa” e diz que o partido de Alckmin colabora com a insegurança ao apoiar a política para a área em vigor. / V.M.


VOLTAR PARA O ESTADÃO