29.11.2018 | 10h58

Bolsonaro devolverá R$ 8,2 mil por aprovação de contas

A defesa de Jair Bolsonaro avisou ao ministro Luís Roberto Barroso, do TSE, que irá devolver R$ 8.275 aos cofres públicos, com objetivo de reparar supostas irregularidades que teriam sido cometidas durante a campanha presidencial e que foram apontadas pela área técnica do tribunal. O objetivo é que as contas de Bolsonaro sejam aprovadas pelo tribunal sem nenhuma ressalva, segundo o Broadcast Político.

Ao todo, são $ 5.200 relacionados a indícios de recebimento de doação de fonte vedada (como é no caso de pessoas jurídicas, de origem e permissionárias do serviço público) e R$ 3.075 de doação com recursos de origem não identificada. A defesa rebateu as alegações de inconsistência, dizendo que a doação de fonte vedada veio pela internet, sem controle de Bolsonaro e que a doação não identificada foi falha no preenchimento de documentos de doação.


Mais conteúdo sobre:

Jair Bolsonaro TSE
VOLTAR PARA O ESTADÃO