11.01.2019 | 07h18

Bolsonaro defende amigo na Petrobrás

O presidente Jair Bolsonaro usou o Twitter para defender a indicação do amigo e capitão-tenente da reserva da Marinha Carlos Victor Guerra Nagem para a gerência de Inteligência e Segurança Corporativa da Petrobrás. Primeiro, postou o currículo de Nagem com a frase “a era do indicado sem capacitação técnica acabou, mesmo que muitos não gostem”. Depois, apagou o tuíte, como registrou o colunista da Folha Bruno Boghossian, e repostou a mensagem sem o alerta de que a era do indicado sem capacitação técnica acabou. O novo texto diz apenas que “estamos no caminho certo, ainda que muitos não gostem”.


Por decreto, as redes sociais de Bolsonaro passaram a ser administradas pela Secom. Portanto, regidas pelo princípio da impessoalidade. Isso, no entanto, não tem impedido que ele mantenha o tom político e de ataques a adversários e à imprensa em suas postagens, o que deve provocar questionamentos no STF caso seja um funcionário público, em horário de expediente, que esteja fazendo essas publicações. / V.M.

VOLTAR PARA O ESTADÃO