14.02.2019 | 11h08

Bolsonaro critica Cuba e a esquerda

O presidente Jair Bolsonaro repetiu que o governo Brasileiro ofertou asilo a médicos cubanos que queiram permanecer no Brasil, apesar da saída de Cuba do programa Mais Médicos. Ele ainda criticou o país caribenho pela decisão de convocar os profissionais de saúde de volta ao país de origem.

“De forma irresponsável, Cuba suspendeu sua participação subitamente, colocando em xeque o caráter humanitário do acordo feito com o PT”, reclamou Bolsonaro. Bolsonaro também aproveitou a sequência de mensagens para criticar a esquerda. “Oferecemos asilo aos que cidadãos queriam ficar em nosso país. A esquerda, mesmo assim, poupou a ditadura e colocou na conta do novo governo”, escreveu.


VOLTAR PARA O ESTADÃO