21.10.2018 | 10h33

Bolsonaro contra ’embaixadores petistas’

Para Jair Bolsonaro, a onda de reportagens negativas em veículos de comunicação estrangeiros tem seu culpado. No caso, como mostra a colunista do Estadão, Eliane Cantanhêde, a campanha de Bolsonaro acusa diplomatas de estarem por trás das reportagens. Os “líderes da campanha” seriam os embaixadores aposentados Celso Amorim e José Viegas.

“A intenção de Bolsonaro, caso vença as eleições, é trazer de volta esses técnicos, fazer uma dança de cadeiras nas embaixadas e principais consulados, cancelar postos abertos por Amorim em pequenos países – que considera ser de alto custo e baixo retorno para o Brasil – e, principalmente, mudar a política externa”, explica a jornalista.


Mais conteúdo sobre:

Jair BolsonaroPSLEliane Cantanhêde
VOLTAR PARA O ESTADÃO