23.08.2018 | 20h53

Bolsonaro contra a ‘geração de fracos’

Após ser flagrado novamente incentivando uma criança a fazer o sinal de uma arma com as mãos, Jair Bolsonaro, respondeu a acusação de que incentiva a violência. Em seu Twitter, o deputado disse que “não há nada de errado em ensinar valores e disciplina” aos filhos. “Pelo contrário, é fundamental e edificante. A bronca de parte da imprensa agora é que não vesti meus filhos de menina, nem incentivei o ensino de sexo para crianças na escola”,afirmou, colocando um antigo vídeo onde seus filhos e seus sobrinhos brincam de militares ao som da música infantil “Marcha Soldado”.


Depois, em coletiva de imprensa, Bolsonaro voltou a tocar no assunto, criticando o “politicamente correto”. “Estamos formando uma geração de fracos”, disse. “Botar um marmanjo peladão deitado para uma criança tocar pode. Imagina se ele arma o pau de barraca dele. É tudo legal, isso pode. Vamos mudar essa cultura”, afirmou, lembrando o episódio que envolveu um artista nu tocado por uma criança no MAM de São Paulo.

VOLTAR PARA O ESTADÃO