26.10.2018 | 12h33

Bolsonaro aumenta tom contra Haddad

A dois dias da eleição, Jair Bolsonaro aumentou seu tom contra Fernando Haddad a abriu as baterias contra o petista. “Haddad diz que sou responsável pela campanha mais baixa da história. Logo ele, que é orientado por um presidiário, esconde as cores do partido, finge ser religioso, joga bíblia no lixo, esconde apoio à ditadura venezuelana e espalha um monte de porcaria mentirosa ao meu respeito”, atacou.

“Ninguém mentiu mais que o PT nesta eleição. São mestres em enganar. Mudaram o plano de governo diversas vezes após expormos seu viés totalitário. Agora dizem respeitar a família, a democracia e a Justiça, mas sabemos que a missão do pai do Kit-gay é soltar o chefe da quadrilha”, disse, insinuando que Haddad vai trabalhar para soltar Lula da prisão. /M.M.

 


Mais conteúdo sobre:

BolsonaroHaddad
VOLTAR PARA O ESTADÃO