08.10.2018 | 21h25

Bolsonaro acena ao Nordeste

Jair Bolsonaro aproveitou sua entrevista ao Jornal Nacional para colocar alguns pingos nos is nas polêmicas de sua campanha no primeiro turno. Se confundiu com o nome do vice (insistiu mais de uma vez em chamar Hamilton Mourão de “Augusto”), mas afirmou que não irá acabar com o Bolsa Família e que planeja até aumentar o programa combatendo as fraudes, que não irá recriar a CPMF e que planeja dar isenção no IR para quem ganha até 5 salários mínimos, fazendo um aceno ao Nordeste, que deu vitória para Fernando Haddad.


Mais conteúdo sobre:

Jair BolsonaroPSL
VOLTAR PARA O ESTADÃO