30.11.2018 | 15h49

Bolsonarismo bomba obras de Olavo

Olavo de Carvalho já dividiu teto com José Dirceu e Rui Falcão. Foi defensor das teorias de Karl Marx e Antonio Gramsci na adolescência. Abandonou a escola e foi se dedicar ao jornalismo, esoterismo, alquimia e astrologia. Em meados dos anos 1990, publicou um livro crítico à elite intelectual “dominada pelo marxismo”. “Jornalistas e acadêmicos, justamente aquelas categorias profissionais que não o acolheram como esperava, tornaram-se seu principal alvo”, escreve João Batista Jr. na revista Veja.

Aproximou-se dos Bolsonaro em 2012 por meio de Flávio, o senador eleito, que recebeu do pai um livro do autor que já vendeu 300 mil exemplares – o mesmo foi exibido pelo presidente eleito em live após sua vitória nas urnas. A partir daí, outra obra do autor foi relançada, atingindo 40 mil exemplares vendidos, segundo a revista.


VOLTAR PARA O ESTADÃO