03.07.2018 | 06h13

BNDES negocia antecipação de reembolso

Está prestes a ser selado, segundo fontes do governo informaram ao Estadão, um acordo com o BNDES em que o banco anteciparia em até 20 anos parte do reembolso da dívida que tem com a União –fruto de empréstimos feitos pelo Tesouro à instituição para bancar as políticas de estímulo dos governos Lula e Dilma Rousseff.

Uma das alternativas prevê a devolução de cerca de R$ 25 bilhões por ano até 2040. A outra opção é antecipar o pagamento em 15 anos, até 2045.


VOLTAR PARA O ESTADÃO