Bernardinho fica mais longe de disputa ao governo do Rio

22.03.2018 | 11h35

Bernardinho fica mais longe de disputa ao governo do Rio

(Foto: JF Dorio/Estadão)

Bernardinho, o ex-jogador e ex-técnico da seleção brasileira de vôlei, ainda está indeciso sobre o caminho a tomar nas eleições de 2018 e tem até se desculpado com dirigentes do Partido Novo, ao qual é filiado, por isso.

No momento, o certo é que, com o assassinato da vereadora Marielle Franco e a resistência de sua mulher Fernanda Venturini, que nunca foi favorável à sua participação na política, a candidatura de Bernardinho ao governo do Rio de Janeiro ficou ainda mais distante.

Há, porém, a possibilidade de que ele seja o candidato a vice-presidente na chapa de João Amoêdo, fundador e pré-candidato do Novo à Presidência. Bernardinho já descartou a candidatura ao Senado. Diz que, se for disputar algum cargo público, prefere que seja no Executivo. / J.F.


Leia também: Mesmo se não for candidato, Bernardinho deve participar da campanha

 

Mais conteúdo sobre:

BernardinhoPartido NovoJoão Amoedo
VOLTAR PARA O ESTADÃO