12.03.2019 | 14h33

Batalha real pela reforma não será na CCJ

Apesar da expectativa pela instalação na quarta, 13, da Comissão de Constituição e Justiça, onde a reforma da Previdência começará a tramitar, não deverá ser esse o principal campo de batalha para a aprovação da proposta.

A CCJ discutirá apenas se o texto cumpre os requisitos constitucionais para seguir adiante. Mesmo sabendo que a oposição fará muito barulho nessa discussão e que o grau de toma lá dá cá deverá ser elevadíssimo, há uma avaliação geral que a reforma deve conseguir superar essa tramitação. O drama de verdade começa na instância posterior, na Comissão Especial que discutirá o mérito da reforma. Lá, o governo enfrentará uma resistência encardida contra o conteúdo do projeto e ainda não conta com votos suficientes para vencer. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

previdênciaCCJ
VOLTAR PARA O ESTADÃO