04.04.2018 | 18h34

Barroso e o batom de Rosa

O ministro Luís Roberto Barroso, do STF, interrompeu o seu voto em relação ao pedido de habeas corpus de Lula, nesta quarta-feira, 4, para fazer um rápido e bem humorado comentário. A observação, que nada tinha a ver com temas jurídicos, deu uma “quebrada” no clima sisudo da sessão:

— Avisaram do meu gabinete que eu estava com uma marca de batom no rosto, o único problema que eu não preciso nesta altura da minha vida, afirmou Barroso, que é casado e tem dois filhos.

— Foi a ministra Rosa, ironizou o ministro Dias Toffoli .

— Se foi a ministra Rosa está justificado, emendou Barroso, encerrando o assunto e retomando a sua argumentação. / J.F.

VOLTAR PARA O ESTADÃO