03.09.2018 | 09h10

Bancos na mira dos presidenciáveis

Das candidatura de direita à esquerda, criticar bancos virou tendência na campanha dos candidatos à Presidência da República, segundo noticiou O Globo. Crise econômica e alto índice de endividamento marcam o cenário eleitoral deste ano.

O setor já foi um importante colaborador financeiro das campanhas e, este ano, pela primeira vez, está proibido de fazer doações, o que deixa os candidatos mais à vontade para fazer críticas.


VOLTAR PARA O ESTADÃO