13.03.2019 | 19h03

Bancada evangélica prepara manifesto de protesto

Sem se reunir com o presidente da República desde 18 de dezembro, a bancada evangélica composta por 108 parlamentares prepara um manifesto de independência ao governo a ser lançado em algumas semanas, após a eleição do novo líder da frente, informa o Broadcast Político.

Um dos primeiros a declarar apoio a Jair Bolsonaro, o grupo teve indicações a ministérios ignoradas logo no início da nova gestão. Também se ressentem pela exoneração de Pablo Tatim, ex-subchefe de Ações Governamentais da Casa Civil, e pelo fato de o presidente só receber alguns membros da bancada individualmente. O deputado Sóstenes Cavalcanti (DEM-RJ), um cotados à liderança da frente, por exemplo, diz que não consegue agenda com o ministro da Educação, Ricardo Vélez.

 


Mais conteúdo sobre:

bancada evangélicaPablo Tatim
VOLTAR PARA O ESTADÃO