21.03.2018 | 11h53

Babá entrou na farra de indenizações da Dersa

Uma babá, a filha da babá e outras empregadas ligadas ao ex-diretor da Desenvolvimento Rodoviário S.A. (Dersa) Paulo Vieira foram incluídas irregularmente no programa de reassentamento do Rodoanel Sul, de acordo com depoimento da ex-funcionária Mércia Ferreira Gomes. Ela afirmou, em auditoria interna da empresa do governo de São Paulo, que só obedeceu ordens de Vieira.

A auditoria identificou desvios de R$ 7,7 milhões em 1702 indenizações indevidas no Rodoanel, Jacu-Pêssego e Marginal, segundo mostra nesta quarta-feira, 21, o jornal Valor.

Vieira tira o sono de tucanos paulistas. Ele, que foi nomeado em 2005 pelo governador Geraldo Alckmin, nega as acusações.


Mais conteúdo sobre:

Paulo Vieiradersa
VOLTAR PARA O ESTADÃO