26.10.2018 | 10h52

Ausência em debate por ‘ameaça de atentado’

O general da reserva do Exército Augusto Heleno afirmou que o candidato Jair Bolsonaro (PSL) decidiu não ir a debates por questão de segurança. De acordo com o general, houve uma “ameaça de atentado terrorista” articulada por uma “organização criminosa”.

O Estadão apurou que dados da inteligência do governo federal confirmam a existência das ameaças. Essas informações foram repassadas ao candidato há mais de uma semana, e a segurança de Bolsonaro foi reforçada por temor de um novo atentado.


VOLTAR PARA O ESTADÃO