04.02.2019 | 13h27

Ator americano acusa Bolsonaro de censura

O filme Boy Erased: Uma Verdade Anulada, que fala sobre a “cura gay” e tinha estreia anunciada no Brasil para 31 de janeiro pela Universal Pictures, teve seu lançamento cancelado. A empresa alega que a decisão foi tomada “única e exclusivamente por uma questão comercial baseada no custo de campanha de lançamento versus estimativa de bilheteria”, segundo o Estadão.


A polêmica pelo cancelamento ficou ainda maior quando o ator Kevin McHale afirmou no Twitter que o filme não será exibido no Brasil por censura do presidente Jair Bolsonaro. Segundo o ator, Bolsonaro “cria um ambiente que respalda este tipo de decisão”. O ator também escreveu que Bolsonaro é uma “ameaça” à comunidade LGBTQ+ do País. O presidente respondeu, via Twitter, negando as acusações.

VOLTAR PARA O ESTADÃO