07.09.2018 | 07h19

Assessora de Dilma ironiza Bolsonaro e perde o emprego

Uma assessora da campanha de Dilma Rousseff ao Senado perdeu o emprego por ter feito um comentário irônico sobre o atentado contra Jair Bolsonaro em Juiz de Fora (MG). Paula Zagotti, assessora de imprensa da petista, escreveu que “o feitiço virou contra o feiticeiro”. “Quem planta ódio colhe ódio. Metralhar petralhas? Parabéns por estimular a violência, @jairbolsonaro!”, escreveu.

Após a repercussão negativa, ela chegou a apagar o tuíte e pedir desculpas, mas não foi suficiente para evitar a demissão, segundo o site Metrópoles. Mais cedo, a própria Dilma deu uma declaração controversa sobre o caso, afirmando que “incentivar o ódio cria esse tipo de atitude”.


VOLTAR PARA O ESTADÃO