08.04.2018 | 15h00

As promessas em atraso de Alckmin

Geraldo Alckmin (PSDB) deixa o governo de São Paulo para concorrer à Presidência da República com diversas promessas sem cumprir, inclusive em projetos considerados vitrines, informa Adriana Ferraz no Estadão.

A expansão do metrô na capital, a produção de vacinas para combater a dengue em todo o Brasil e a conclusão do Rodoanel estão entre as 13 promessas não cumpridas. Entre elas, algumas são do primeiro ano de mandato de Alckmin, em 2010.


Mais conteúdo sobre:

geraldo akcmin
VOLTAR PARA O ESTADÃO