16.09.2018 | 16h33

As explosões de Ciro

Ciro Gomes não poderia escolher um momento pior da campanha para ter novas explosões contra pessoas que o irritam, como aconteceu ontem em Roraima. Eleitores que procuram um candidato mais moderado, diferente dos radicalismos de Jair Bolsonaro e do PT de Fernando Haddad, começavam a enxergar Ciro como uma possibilidade nesse caminho.

Mas declarações criticas, como as que fez contra o Comandante do Exército, general Eduardo Villas Boas, ou os ataques contra a pessoa que lhe fazia perguntas em Roraima remetem o eleitor para eleições passadas quando Ciro foi acusado de ter pavio curto e ser destemperado demais para ocupar a Presidência. /M.M.


Mais conteúdo sobre:

Ciro Gomes
VOLTAR PARA O ESTADÃO