21.10.2018 | 12h34

As estratégias para reta final

Tanto Jair Bolsonaro quanto Fernando Haddad parecem ter definido as estratégias de campanha para a reta final da eleição. Como mostra reportagem de O Globo deste domingo, o petista deve reforçar ataques ao adversário, em especial citando as investigações abertas pelo TSE sobre pagamentos de empresas para disparo de notícias no WhatsApp. Outros temas que devem ser utilizados é tentar associar o candidato do PSL com a tortura cometida durante o regime militar e a decisão de não comparecer nos debates entre os presidenciáveis.

Já a ordem na campanha de Bolsonaro é manter a estratégia que colocou o deputado em uma posição confortável após o primeiro turno. Sem participar de debates, ele irá responder as acusações nas inserções de televisão e com suas “lives” no Facebook. Enquanto isso, os membros  da campanha estão orientados a não criar novas polêmicas, nem incentivar especulações sobre ministros.


VOLTAR PARA O ESTADÃO