25.04.2018 | 11h35

As empresas do presidente

A questão das privatizações deve entrar no debate central para as eleições deste ano, defende Murillo Camarotto no Valor, mas sem extremismos. “A postura infantilizada de demonizar o assunto encontra no flanco oposto um discurso quase tão precário quanto.”

O repórter relembra que o novo presidente vai assumir o posto com 146 empresas estatais, incluindo a Eletrobras, cujo processo de privatização pode consumir quase toda a capacidade operacional da administração pública na área.


Mais conteúdo sobre:

privatizações
VOLTAR PARA O ESTADÃO