20.04.2018 | 09h01

As bombas do STF

O Supremo Tribunal Federal conseguiu desarmar duas “bombas” nesta semana, defende Merval Pereira no jornal O Globo. Para o colunista, a decisão de que são precisos dois votos divergentes para dar direito a embargos infringentes “minimiza os estragos”.

O outro “incêndio” apagado na sessão foi a possibilidade de um ministro derrubar a decisão de outro de forma monocrática. Fachin colocou um ponto final na discussão ao dar de ofício habeas corpus a Maluf, e Cármen Lúcia encerrou a sessão sem que houvesse tempo para maiores problemas, opina Merval.


Mais conteúdo sobre:

STF
VOLTAR PARA O ESTADÃO