14.10.2018 | 09h56

Artistas contra ‘armamentismo da população’

Um grupo de artistas assinou um manifestou pelo o que eles chamam de “voto na civilidade”. Sem defender nenhuma candidatura, o documento, assinado por nomes como Camila Pitanga, Wagner Moura e Leticia Sabatella, pede para que a população vote “na educação, na saúde, no salário mínimo digno, no décimo terceiro salário, nas férias remuneradas, na convivência pacífica entre os brasileiros” e crítica pontos das propostas de Jair Bolsonaro, como o fim do estatuto do desarmamento. Não à toa, a carta foi publicada no site do PT.

“Votamos no respeito e no diálogo entre as diferenças, na convergência saudável, no equilíbrio, na democracia. Por isso, repudiamos a tortura, a discriminação racial, sexual e o armamentismo da população. Igualmente repudiamos a indústria armamentista que banca candidatos, mas que ganha fortunas vendendo armas e pondo a vida do povo em verdadeira situação de guerra civil”, afirmam os artistas.


VOLTAR PARA O ESTADÃO