23.10.2018 | 07h48

Arroubo juvenil

O deboche do filho de Jair Bolsonaro contra o Supremo Tribunal Federal é grave e representa um solavanco perfeitamente dispensável para a campanha do pai, analisa Eliane Cantanhêde. Na coluna desta terça-feira no Estadão, ela escreve que a declaração não é só um “arroubo juvenil”. “Eduardo não é nenhum adolescente, sabe bem o que fala e, mais do que representante do povo e recordista de votos, é filho de quem é: o favorito absoluto para a Presidência da República, num momento de grande tensão e de acusações, dentro e fora do País, de que o pacote Bolsonaro tende ao autoritarismo e ameaça a democracia.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO