03.03.2019 | 11h09

Armínio: ‘Reforma deve passar meio desidratada’

Para o economista e ex-presidente do Banco Central, Armínio Fraga, a reforma da Previdência será aprovada “um tanto desidratada”, o que obrigará o governo a “caprichar muito” nas outras áreas, afirmou em entrevista ao Estadão. Segundo ele, o grande problema enfrentado pela economia, neste momento, é o fiscal.

“Temos uma situação fiscal bastante frágil, tanto no governo federal quanto na maioria dos Estados. O gasto com a Previdência é pouco mais da metade do gasto, logo a solução tem que passar por ela”, disse.


VOLTAR PARA O ESTADÃO