03.07.2018 | 17h43

Arida contra o teto de gastos

O economista Persio Arida, coordenador do programa econômico do presidenciável Geraldo Alckmin, do PSDB, surpreendeu a plateia ao criticar o chamado teto de gastos, que congelou as despesas públicas, em termos reais, por um prazo de dez anos prorrogáveis por mais dez.

“Uma medida como essa para vinte anos não faz sentido.Você não pode engessar os gastos, porque a economia é dinâmica”, disse Arida, segundo a Veja, em evento realizado na segunda-feira, 2, em São Paulo. “Sem o teto, o Congresso vai inventar gastos o tempo todo. Mais para a frente, podemos até rever, mas no momento, por dois ou três anos, ele é útil.” / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO