05.01.2019 | 10h36

Araújo satisfeito com a estreia

Ernesto Araújo considerou positiva sua estreia no front internacional, com a aprovação da moção do Grupo de Lima, composto por países latino-americanos, caribenhos e o Canadá, instando Nicolás Maduro a não assumir seu novo mandato e entregar o poder à Assembleia Nacional para que haja novas eleições.

Em entrevista ao Globo, o chanceler disse que as ideias de Jair Bolsonaro para política externa tiveram boa acolhida dos demais países e defendeu que o Brasil “tem que se aliar a si mesmo e não com outros países”. Isso quer dizer, segundo ele, trabalhar as relações internacionais  “com base nos nossos valores e interesses “.


VOLTAR PARA O ESTADÃO