04.03.2019 | 17h26

Araújo diz que FHC ‘desprezava grotões’

O chanceler Ernesto Araújo publicou no domingo, 3, uma resposta ao ex-presidente Fernando Henrique Cardoso, em que combate a crítica do tucano sobre o alinhamento automático do Brasil com os Estados Unidos no caso da Venezuela. “Eu abracei Juan Guaidó, esse líder destemido”, alega o ministro, “enquanto Rubens Ricúpero e Fernando Henrique Cardoso escreviam seus artigos espezinhando aquilo que não conhecem, defendendo suas tradições inúteis de retórica vazia e desídia cúmplice”.

Em defesa da “diplomacia”, Araújo afirma não ser “cínico nem materialista, porque acredito no povo brasileiro, esse povo dos “grotões” que FHC abertamente desprezava (assim como desprezava e despreza os eleitores de direita que o fizeram presidente duas vezes). O chanceler desenvolve seu raciocínio com a novidade de que “não foi o Brasil que seguiu os EUA, mas antes o contrário” sobre a política norte-americana para a Venezuela. Isso segundo “uma grande liderança democrática venezuelana”.


Notícias relacionadas

Mais conteúdo sobre:

Ernesto Araújo FHC Venezuela
VOLTAR PARA O ESTADÃO