24.11.2018 | 09h55

Dilma se diz ‘vítima de lawfare’

Após virar réu na última sexta-feira no caso do “quadrilhão do PT”, a assessoria da ex-presidente Dilma Rousseff emitiu uma nota sobre o caso. Na visão da petista, “o processo aberto deslegitima a soberania do voto popular ao tornar o exercício da Presidência uma atividade criminosa”. A mesma linha de raciocínio utilizada para criticar a prisão de Lula.

“Dilma Rousseff jamais foi ouvida por autoridades policiais ou judiciais sobre as acusações que lhe são feitas neste processo. Jamais teve a oportunidade de defesa. A única interpretação possível é que a ex-presidenta Dilma, como os outros réus, está sendo vítima de lawfare, quando se utiliza de ferramentas legais para processá-la sem provas.”


Mais conteúdo sobre:

Dilma RousseffPT
VOLTAR PARA O ESTADÃO