21.08.2018 | 18h45

Após Skaf, Doria também mira França

Não foi apenas a chapa de Paulo Skaf que virou alvo de João Doria nesta terça-feira, 21. Há pouco, o tucano acusou Márcio França de usar a estrutura do Palácio dos Bandeirantes, sede do governo paulista, para fazer campanha eleitoral. Doria diz que uma funcionária da Secretaria de Governo utilizou o e-mail oficial para assuntos eleitorais e que, por engano, acabou enviando para uma integrante de sua coligação.

“Isso é crime e caberá ao TRE (Tribunal Regional Eleitoral) e à Promotoria julgar”, afirmou Doria. O presidente estadual do PSB, Jonas Donizette, disse que a servidora apenas “quis alertar” a campanha de Doria que o programa de governo do tucano não tem propostas para solução da pobreza e sobre as minorias.


VOLTAR PARA O ESTADÃO