26.10.2018 | 07h16

Apoio na marra

O PT, que dedicou as últimas décadas a desconstruir o PSDB, fez o mesmo com Marina Silva em 2014 e inviabilizou alianças que robustecessem Ciro Gomes neste ano, faz intensa pressão sobre esses partidos e políticos, evocando o imperativo moral do apoio a Fernando Henrique Cardoso contra Jair Bolsonaro. Eliane Cantanhêde se debruça sobre essa estratégia em sua coluna no Estadão.

“É muito provável que FH, Marina, Ciro e Cid venham a votar em Haddad no domingo, mesmo que não anunciem publicamente o apoio. Mas não pelo PT, nem mesmo pelo próprio Haddad, mas contra Bolsonaro e o que ele representa. Assim como há antipetismo, há um forte antibolsonarismo.”


VOLTAR PARA O ESTADÃO