28.02.2019 | 14h19

‘Apoio incondicional à libertação da Venezuela’

O chanceler Ernesto Araújo reiterou nesta quinta, 28, o apoio incondicional do Brasil à saída de Nicolás Maduro do poder. O ministro tem agenda à tarde com o venezuelano Juan Guaidó, que foi declarado presidente do país vizinho pela Assembleia Nacional (AN), o parlamento com maioria oposicionista a Maduro.


Em janeiro, o Tribunal Supremo de Justiça proibiu Guaidó de deixar o país e congelou suas contas após pedido do procurador-geral do país, que é aliado do presidente. A viagem do interino ao Brasil foi autorizada, no entanto, pela AN, informa a Agência Brasil.

 

Mais conteúdo sobre:

VenezuelaJuan GuaidóErnesto Araújo
VOLTAR PARA O ESTADÃO