01.03.2019 | 07h34

Ao MP, Queiroz muda versão para movimentação financeira

Ao se manifestar pela primeira vez ao Ministério Público do Rio de Janeiro sobre investigação aberta para apurar a movimentação bancária atípica que teve em sua conta bancária, Fabrício Queiroz, ex-assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro, mudou versão apresentada em entrevista ao SBT, informa o Estadão. Na ocasião, ele dissera que fazia “rolos”, como a compra e venda de carros. Ele agora diz que arrecadava valores dos demais funcionários de Flávio, sem a anuência do então deputado, para “multiplicar” apoio, contratando mais cabos eleitorais na base eleitoral do filho do presidente.

 


VOLTAR PARA O ESTADÃO