29.03.2018 | 10h03

Amigos de Temer devem passar Páscoa na prisão

Enquanto Lula conseguiu uma controvertida liminar no STF para passar a Páscoa em liberdade, até o julgamento de seu habeas corpus no dia 4, três dos principais amigos do Temer — José Yunes, Coronel Lima e Wagner Rossi — devem celebrar a data no xilindró.

Eles foram presos pela Polícia Federal na manhã desta quinta-feira, 29, sob suspeita de terem recebido propina em troca do tráfico de influência no governo. A prisão temporária é válida por cinco dias, mas pode ser revista pelo STF após o cumprimento dos mandados. / J.F.


VOLTAR PARA O ESTADÃO