19.02.2019 | 13h39

Alvo de apuração, Marcelo Álvaro parabeniza a PF

Alvo de apurações preliminares ligadas a suspeitas de patrocínio de candidaturas de fachada para a prática de lavagem de dinheiro, o ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio (PSL-MG), reagiu no Twitter não sobre a iniciativa do Ministério Público em Minas Gerais de intimar 20 pessoas ligadas a seu grupo político, mas para parabenizar a Polícia Federal pela Operação Fantoche, que prendeu o presidente da CNI nesta manhã de terça, 19.


A PF deflagrou a operação para desarticular uma organização de crimes contra a administração pública, fraudes licitatórias, associação criminosa e lavagem de ativos. Segundo a corporação, um grupo de empresas, sob o controle de um mesmo núcleo familiar, atuava desde 2002 executando contratos firmados por meio de convênios com o Ministério do Turismo e entidades paraestatais do “Sistema S”.

 

VOLTAR PARA O ESTADÃO