04.02.2019 | 15h09

Alívio de Moro com derrota de Renan

Sérgio Moro, que trocou a função de juiz pela posição –política– de ministro da Justiça, ainda não consegue disfarçar totalmente aquilo que pensa. Questionado, na coletiva sobre as 14 medidas de endurecimento das leis de combate ao crime, sobre a eleição do Senado, começou dizendo que não cabia a ele escolher interlocutores. Mas não se conteve: “Em tese, o que foi eleito tem um discurso mais convergente com as pautas do governo”. Na semana passada, relatei aqui a preocupação de interlocutores do ministro com a possibilidade de Renan Calheiros vencer a eleição no Senado –o que significaria, no entendimento desses aliados, um sério risco à tramitação das medidas. / Vera Magalhães


VOLTAR PARA O ESTADÃO